Arquivo para novembro \30\UTC 2009

30
nov
09

Os Títulos da Sexta Temporada de Lost

Saíram os títulos dos nove primeiros episódios da derradeira temporada de Lost, assim como o personagem em que é centrado cada um deles e a data de exibição nos EUA. Não há ainda qualquer sinopse ou descrição, mas já dá pra ter uma idéia do caminho que a série vai seguir.

E nem preciso dizer que a partir de agora, o episódio 9 é o mais esperado da temporada!

6×01/6×02 – LA X (Vários personagens) – 02/02/2010

6×03 – What Kate Does (Kate) – 09/02/2010

6×04 – The Substitute (Locke) – 16/02/2010

6×05 – Lighthouse (Jack) – 23/02/2010

6×06 – Sundown (Sayid) – 02/03/2010

6×07 – Dr. Linus (Ben) – 09/03/2010

6×08 – Recon (Sawyer) – 16/03/2010

6×09 – Ab Aeterno (Richard Alpert) – 23/03/2010

Anúncios
30
nov
09

Fringe S02E08 – August

Enfim consegui alcançar os episódios atuais da segunda temporada de “Fringe”. Desde o início de setembro, investi numa corrida contra o tempo para assistir à primeira temporada completa e ao que já havia sido exibido da segunda,  e assim poder comentar sobre essa fantástica criação de J.J. Abrams aqui. E agora, no episódio oito desse ano dois, começam as críticas sobre “Fringe”.

Desta vez, tivemos um episódio totalmente dedicado àquela figura enigmática presente em todas as manifestações do padrão: o Observador. E, qual a surpresa ao perceber que existe mais de um desses carecas que gostam de pimenta? Bem, nem seria grande a surpresa se lembrássemos de quando um deles falou que “existe mais de um tudo”. Agora sabemos que eles estão presentes em todos os momentos importantes da humanidade, que eles supostamente podem viajar pelo tempo e que possuem nomes de meses do ano. E é sobre Agosto que trata esse episódio.

Este foi um observador que não se limitou a observar. Ele interferiu no destino de uma humana que iria morrer num acidente aéreo. Como esta garota não é especial em qualquer maneira, os demais observadores decidem dar um fim nela para que o curso da história seja corrigido. Mas o problema é que a humana era especial, mas era especial apenas para August, já que ele estava apaixonado por ela. Toda essa história serviu de pano de fundo para que aprendessemos mais sobre estranha raça, que terá papel importante na guerra de realidades que está por vir.

Além disso, mais pistas foram plantadas sobre o que ocorreu com Peter quando era criança. Parece que o observador original, que se chama Setembro, estava envolvido em um trato com Walter, trato este que culminou no sequestro do Peter da realidade alternativa para a nossa. É provável que até o fim da temporada isto seja esclarecido e será curioso saber como o Peter vai reagir à isso. E quem sabe um confronto entre dois Walters está por vir?!?! Ainda, no episódio, tivemos a afirmação de que momentos ruins virão para Olivia. Pobre agente Duhnam, eu gosto dela, mas ela só se dá mal.

Esta semana, no dia 03, teremos mais um episódio “caso da semana”, e dia 10 de dezembro, teremos a volta de William Bell e, com certeza, dos metamorfos, o que culminará com um fim de primeira parte de temporada bombástico. Quem duvida?

27
nov
09

Heroes S04E11 – Thanksgiving

Esse foi um episódio de transição do volume atual de “Heroes”. Com um ritmo lento, algumas situações foram conduzidas de forma bem vagarosa e outras para nada serviram. Isso tudo girando em torno de três jantares de Ação de Graças, um extremamente chato, um segundo bem tenso e outro um tanto quanto teatral.

Começando pela chatice, basta dizer que a Claire, mais uma vez, reclamou o quanto ela é diferente e não se encaixa em lugar nenhum. Chega!!!! Desde a primeira temporada rola essa crise existencial e depois de 3 anos ela ainda não se decidiu. É o bastante, Claire! Pegue sua amiguinha sabão, juntem os trapinhos e vão juntas pra bem longe. E sem chororô, por favor.

Ao mesmo tempo, o jantar dos Petrellis começou com a mãe irritando a todos com aquela atitude de sonsa dela. Depois de muito cinismo, ela acabou contando toda a verdade, o que acabou culminando com o resurgimento de Sylar, já que sua consciência conseguiu se sobrepor à do Nathan. Mamãe Petrelli pagou o pato e quase foi escalpelada pelo nosso personagem favorito, mas parece que Nathan ainda não desistiu de habitar o corpo de Sylar, tomou o controle de volta e fugiu. Crieo que no próximo episódio esse disputa terá fim, num conflito com Peter… é o que espero.

O último dos jantares foi o teatral. Samuel posando de salvador para seus amigos do circo, enquanto é confrontado por Lydia e Edgar que descobriram, com a ajuda de Hiro, que foi o líder deles quem matou Joseph. Samuel ainda conseguiu usar a lábia (e a estupidez do pessoal do circo) para culpar Edgar, mas acho que não será por muito tempo. Por fim, numa tentativa frustrada de apagar a memória de Hiro, Samuel viu seu viajante do tempo surtar e sumir. E creio que essa tenha sido a última aparição de Hiro por um tempo.

“Heroes” pisou no freio pra poder enrolar até o fim desta primeira parte da temporada que acontece semana que vem. Foi chato e desnecessário, ainda há muita história a ser contada e ficar perdendo tempo com os conflitos recorrentes da Claire não é algo muito inteligente.

26
nov
09

Dexter S04E09 – Hungry Man

Mais um episódio especial de Ação de Graças no mundo das séries, mas desta vez não houve clima de confraternização e alegria como ocorre geralmente. Em um dos episódios mais tensos do seriado, fomos convidados a participar do almoço da família de Arthur Mitchell e o que foi visto foi no mínimo digno de um filme de terror.

Ao aceitar passar esse momento, que é tão significativo para as famílias norte-americanas, na casa de seu próximo alvo, Dexter viu que o modelo de pai e marido que Arthur ostentava ser não era tão perfeito assim. Arthur mantém a filha prisioneira em casa e violenta frequentemente o filho, fora o terror psicológico ao qual submete a esposa. Toda essa tensão explode na mesa, quando Jonah, o filho de Arthur, decide falar tudo o que acha do pai. No meio de toda a confusão causada, Dexter não se controla e, tomado pelo arrependimento de não o ter matado antes, quase o faz na frente de todos. Agora que Arthur sabe quem Dexter realmente é, o terreno para o confronto dos dois no últimos três episódios está enfim preparado.

Importantíssima também foi a revelação de que a repórter irritante que namora o Quinn é filha do Trinity Killer. Agora sim, as suspeitas de foi ela quem matou o Lundy ganharam mais forças, já que ela pode ter feito isso para ajudar o pai. Mas ficam algumas dúvidas sobre a relação dos dois , que só devem ser respondidas no próximo episódio.

Fora isso tivemos a Rita colocando um par de chifres no Dexter e o Angel e a LaGuerta com declarações de amor. Nada digno de comentários. Mas, apesar dessas subtramas, estou empolgadíssimo com esta quarta temporada e, após um ano bem irregular, “Dexter” se recuperou e é uma das melhores opções para os maníacos por séries.

25
nov
09

Jogos Mortais 6 – Saw 6 (2009)

Depois de um quinto episódio um tanto quanto decepcionante, a série “Jogos Mortais” volta com um filme mais inspirado. Tanto que posso colocá-lo entre os meus preferidos da série, ao lado do original e o de número 4.

Quando visitamos a história pela última vez no ano passado, o agente especial Strahm acabou morto quando caiu em uma armadilha criada pelo detetive Hoffman. Com Strahm fora do seu encalço, Hoffman emerge como o sucessor inquestionável do legado de Jigsaw. Contudo, o FBI se aproxima de Hoffman, ao mesmo tempo que o último pedido de Jigsaw, constante em seu testamento, é posto em prática.

Os filmes de “Jogos Mortais” devem ser encarados como uma minissérie. Ao longo desses seis anos em que a série é produzida, ela sempre apresentou episódios que não parecem forçados, já que sempre conduzem sua narrativa utilizando detalhes introduzidos desde o começo da série. E a atenção a detalhes é uma característica dos filmes que deve ser elogiada, há todo um planejamento, tanto que perguntas que surgiram no terceiro filme são respondidas só agora, no sexto. Sempre respeitei sequências que levam em consideração os eventos dos filmes anteriores e “Jogos Mortais” se sai muito bem nesse quesito.

Neste sexto filme, temos algumas das cenas mais violentas da série, mas ao mesmo tempo temos uma história bem engajada, que trata de um tema bem polêmico nos Estados Unidos, que é o sistema de saúde do país. Nesse caso mais específico, o alvo são as empresas de seguro de saúde que tentam lucrar ao máximo, dispensando os doentes e segurando apenas os saudáveis. É algo louvável incluir uma crítica social num filme como esse e, ao mesmo tempo, mais envolvente do que histórias acidentais como aquela apresentada no filme anterior.

Para os fãs da série, “Jogos Mortais 6” é obrigatório. Tudo que fez a série famosa está lá: as escolhas cheias de dilemas morais, as armadilhas engenhosas, a ótima atuação de Tobin Bell (Jigsaw), o final surpreendente e muito, mas muito sangue. Por falar em final surpreendente, o desse me deixou muito ansioso pro capítulo do ano que vem. “Jogos Mortais 7” sairá em Outubro do ano que vem e será filmado em 3D.

25
nov
09

Flash Forward S01E08 – Playing Cards With Coyote e S01E09 – Believe

Não vou negar que uma centelha de esperança nasceu dentro de mim ao assisitr o episódio 7 de “Flash Forward”. Apesar de mal dirigido e mal atuado, foi um episódio intrigante e com umas idéias legais. Então, fui assistir ao oitavo e ainda houve esperança com a primeira cena, ao mostrar todas aquelas manchetes de jornais dizendo: “o futuro pode ser mudado” (nunca ocorreu aos roteiristas abordar o papel da imprensa em todo esse evento?). Mas, cinco minutos depois, vi que tudo era ilusão e que “Flash Forward” continua uma porcaria.

“Playing Cards with Coyote” representou uma das coisas mais chatas que já assisti na televisão. Foi algo composto por cenas constrangedoras, como um jogo de pôquer entre os causadores do  apagão (roteiristas querem dizer que eles são ousados, descolados e inteligentes), a conspiração do afeganistão contra a filha perneta do barbudo (roteirstas querem fazer um crítica inspiradíssima contra a guerra e o armamentismo) e qualquer cena em que o Mark apareça (roteiristas tentam extrair alguma emoção dele, mas qualquer cena em que ele tenta chorar me faz rir muito!). Muito ruim, muito ruim mesmo, achava que não podia ficar pior, mas ficou.

Então veio “Believe”. Não foi algo tão tosco quanto o anterior, mas mesmo assim mostrou total falta de criatividade e comprometimento dos realizadores desse seriado. Mais um personagem com câncer terminal (é impressionante como essa doença é sempre usada pra conseguir um draminha barato), mais drama de pai barbudo e filha perneta alcoólatra (tadinhos) e tem até agora a japonesa que toca guitarra imaginária no trabalho. Sério! Os personagem desse seriado são incrivelmente mal desenvolvidos, não consigo torcer por nenhum deles.

Volto a dizer que é uma pena que uma boa premissa tenha sido tão pobremente realizada. E, com a notícia de que a produção do seriado foi parada para que novos caminhos sejam traçados, não preciso ter um flash forward pra saber que esses projetos de personagens não vão passar da primeira temporada.

24
nov
09

V S01E03 – A Bright New Day

A cada semana, o plano de Anna e dos visitantes vai tomando forma. Agora com a conquista representada pelos vistos de acesso aos países mais poderosos do mundo, os alienígenas terão maior facilidade em atingir os seus objetivos. Entretanto, Erica e Jack enfim conseguem reunir o grupo da resistência que combaterá essa invasão.

Algumas surpresas aconteceram neste episódio. Na verdade, algumas revelações de fatos que serão decisivos no confronto final entre os visitantes e os humanos. Agora, sabemos que os alienígenas desertores possuem uma organização, chamada A Quinta Coluna, e também um líder, o desertor John May, que possui quase uma aura de messias pelo que foi falado até agora. E ainda mais que isso, foi revelado que existem membros da Quinta Coluna infiltrados nas naves mãe dos V’s. Com isso, a resistência ganha um ponto a seu favor, quando parecia que só o lado invasor tinha seus ases na manga. Com esse poder a seu favor, o grupo de Erica ganha força e não parece mais uma causa perdida como antes.

Entretanto, os visitantes também fazem sua jogada e, através de uma tentativa de assassinato forjada, ganham uma maior aprovação do público. Em cima disso, podemos ver que as atitudes que serão tomadas pelo repórter Chad vão ser decisivas para a batalha. Afinal de contas, é a mídia que controla a opinião da sociedade em geral e se os V’s continuarem a serem pintados como salvadores, a humanidade não vai ter muita chance de escapar.

Esperemos então o último episódio de V em 2009, já que ele porá todas as peças na mesa para o conflito iminente que ocorrerá no restante da primeira temporada. Mas isso só em março do ano que vem.